Página principal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bem-vindos à Desciclopédia

A enciclopédia livre de conteúdo que qualquer um pode editar.

54 923 artigos · 190 916 imagens

Ajuda

Embaixada

Perguntas

Políticas

Mídia

Contribuir

Artigo em destaque
Se você reconhece este lugar, parabéns, sua infância foi uma bela duma merda, hein.

O Massacre da Serra Elétrica é uma franquia de terror slasher composta por cinco filmes (na verdade são oito, mas três deles são ruins pra caralho e é melhor nem considerar), vários quadrinhos inúteis que ficam dando voltas e voltas no mesmo lugar e não aprofundam em porra nenhuma a história da Família Sawyer, um jogo lançado pra Brick Game que supera todos os níveis de ruindade e um spin-off pornográfico, cujo enredo possui mais profundidade que a maioria dos filmes canônicos. A maioria esmagadora dos fãs da série, incluindo Tobe Hooper, consideram apenas o primeiro filme como merecedor de carregar o título de "O Massacre da Serra Elétrica", e o resto apenas como o resto mesmo.

Todas as mídias da franquia possuem o mesmo enredo, Leatherface, um psicopata gordão com a cara em estado de putrefação que anda por aí portando uma puta duma serra elétrica motosserra, fica o filme inteiro caçando e retalhando adolescentes enxeridos e seu cachorro idiota para conseguir alimentar a sua família canibal, esta que ainda não aprendeu a pedir pizza pelo telefone. O irônico é que o próprio Leatherface, o único da família que consegue capturar e desossar a molecada, é o único Sawyer que nunca apareceu dando uma beliscada na coxinha, por ser vegetariano, o que confirma a teoria de O Massacre da Serra Elétrica - O Início, que diz que ele é adotado.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter Share on Google+




Neste dia...



Imagem do dia
 
Apresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desciclopédia, uma (des)enciclopédia escrita com a colaboração de seus leitores. A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio: ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game, etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.


Participação

Todos podem publicar conteúdo on-line desde que não sejam vândalos ou desrespeitem as regras.

Dentre as diversas páginas de ajuda à sua disposição, estão as que explicam como criar um artigo, editar um artigo ou inserir uma imagem. Em caso de dúvidas, não hesite em perguntar e dar sua apnião.


Comunidade
A comunidade vem crescendo dia após dia. Porém precisamos de mais colaboradores para podermos ampliar o número de artigos em língua portuguesa e expandir, melhorar e consolidar os que já existem.


Projetos irmãos

A Desciclopédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: